Amores, tudo bem? Domingo é dia de #Turistando aqui no Blog, rs.
Todo domingo tem post novo sobre algum lugar do Rio, ou do Mundo.
Bom, hoje vou falar dessa praia maravilhosa, que tive a oportunidade de conhecer na minha última viagem.
Tive o privilegio, né? Porque pense numa praia LACRADORA! É essa praia da ponta verde, localizada em Maceió.
Gente, viajar de moto é uma sensação muito gostosa, pra quem não sabe, fiz uma viagem de moto, do Rio de Janeiro, para Fortaleza.
Foram quase 7000 km de muita adrenalina, de muitos lugares lindos, e vou compartilha tudo aqui no Blog, e em breve vai ter vídeo também.
Em Abril estréia meu canal no Youtube.
Caso queiram se inscrever, clique aqui.
Bom, chega de blá, blá, blá.. <3
A praia é LACRADORA, por causa do tempo, só tive oportunidade de conhecer essa praia, mais pretendo voltar lá, de avião, para ficar pelo menos 1 semana, porque nega, fiquei APAIXONADA!
A água é assim, clarinha, lindinha, e você anda, anda, anda e nunca se cobre, porque é bem rasa.
O que o Wikipédia diz sobre o local: Ponta Verde é um bairro nobre e uma praia badalada de Maceió. Nela encontram-se excelentes restaurantes e hotéis. Possui mar calmo, com alguns trechos de praia larga próprios para a prática de esportes. Na praia existiu um dos pontos turísticos mais cantados, versados e contados de Maceió, o Gogó da Ema, um coqueiro que nasceu torto à beira-mar e tinha a forma do pescoço de uma ema, derrubado pelo avanço do mar na década de 1960. Era o local dos encontros entre namorados nas décadas de 1950 e 1960. De lá se observa, quando da lua cheia, um espetáculo visual dos mais encantadores. Hoje no local existe um clube, o Alagoas Iate Clube, ponto de divisão entre as praias da Ponta Verde e dos Sete Coqueiros. Até meados do século XX, o bairro da Ponta Verde era um dos mais remotos da cidade, por pertencer à parte baixa dela, no nível do mar, enquanto a parte alta era a mais povoada. A partir dos anos 1970, houve um intenso investimento privado e público na parte baixa. Avenidas, ruas, casas de luxo, edifícios e hotéis migraram para a área, além de toda a elite econômica de Maceió, transformando-o no bairro mais nobre e um dos mais densos da cidade. Hoje no bairro quase não se acha mais casas por causa do maciço investimento de construtoras para a construção de novos edifícios, fazendo com que a área seja atualmente supervalorizada e visada por brasileiros que buscam uma vida calma e com grande qualidade de vida.
Como não se apaixonar? IMPÓSSIVEL!! rs..
Foram tantas fotos lindas, que tirei aqui... <3
E pela nossa carinha, vocês percebem como o sol tava... hahaha
Fiquem com Deus e até o próximo post.
-#-#-#-#-#-#-#-#-#-#-
Redes Sociais
Me siga:
 SnapChat: @cbeatrizffp

Deixe um comentário